Procissão de Santo Antônio reúne a maior multidão da história do trezenário em Jequié Domingos Ailton

Pela primeira vez a imagem de Bom Jesus da Lapa participou da procissão de Santo Antônio de Pádua em Jequié. O acontecimento atraiu romeiros de diversas cidades da região e reuniu uma multidão histórica, talvez a maior dos 116 anos do trezenário. Esta foi a sensação que teve dona Helena Ribeiro de Novaes, que participa da festa há 50 anos. Para ela 2015 foi o ano que mais reuniu fiéis na procissão, que saiu por volta de 17h30 do dia 13 de junho com a imagem de Bom Jesus da Lapa à frente , seguida da imagem de Santo Antônio de Pádua, que foram carregadas no caminhão do Grupamento de Bombeiros.
A imagem de Bom Jesus da Lapa chegou na tarde do dia 12 junho e foi acompanhado por uma carreata que saiu do Posto da Polícia Rodoviária de Jequié até o centro da cidade de Jequié, atraindo também uma multidão que aplaudia e procurava se se aproximar da relíquia.
Dia 31 de maio a imagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia, que é padroeira da Bahia, viajou de Salvador e esteve presente no final das comemorações do Mês de Maria, dia 31, e início do trezenário dia 1 de junho. A ideia do Pe. Vitor Menezes é que a festa de Santo Antônio em Jequié se torne também uma romaria. No próximo ano o pároco pretende trazer a imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.
A procissão de Santo Antônio este ano também foi uma caminhada pela Paz em sintonia com o tema do trezenário “Somos da Paz” e em referência a recomendação da CNBB, que dedicou 2015 ao Ano Internacional da Paz. Lenços e bolas brancas foram distribuídos para os fiéis que acenaram durante o percurso da caminhada e no inicio e encerramento da procissão.
Cartazes contra a redução da maioridade penal e a violência, pela criminalização da homofobia e pela instalação de uma Assembleia Constituinte no Brasil, foram empunhadas pelo . movimento denominado “Levante Popular da Juventude”, .
Como ocorre todos os anos, a procissão atraiu vários políticos. Um deles foi o vereador Edvaldo Brito, estudioso e participante da religiosidade afro-brasileira.
As Integrantes do Candomblé Mãe Landa de Oxalá e a filha de santo Adriana de Iansã também caminharam na procissão, vestidas com trajes típicos do povo de santo.
Uma casa na Rua da Itália manteve a tradição de acender velas e expor flores e imagens de santos católicos na janela para saudar a passagem da procissão.
Cantos e orações tradicionais em louvor a Santo Antônio e Bom Jesus da Lapa foram entoadas durante a procissão, que teve paradas para reflexão em locais como a Praça da Bandeira, a Rua Barbosa de Souza e a Avenida Rio Branco.
O Bispo da Diocese, Dom José Ruy Gonçalves Lopes, presidiu a solenidade e acompanhou o cortejo, ao lado do pároco da Catedral, Padre Vitor Menezes, do Monsenhor Walter Jorge Pinto Andrade (que foi padre da Catedral de Santo Antônio) além de outros sacerdotes, diáconos e religiosas da diocese e convidados.
Após a Benção do Santíssimo Sacramento o casal presidente Fernando e Glória passou o estandarte ao novo casal Marcelo e Carol Maia, que presidirá a festa em 2016. Fogos de artifício iluminaram o céu de Jequié encerrando o trezenário de Santo Antônio de Pádua.

Deixe um comentário