Eduardo Jorge defende impeachment do presidente e diz que Bolsonaro tem cabeça dura e oca

Por Domingos Ailton

 

Em conversa no  Instagram, durante o live apresentado pelo ex-secretário de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência da Prefeitura de Salvador, André Fraga, o ex-candidato a  presidente da República pelo Partido Verde, Eduardo Jorge, defendeu o impeachment de Jair Bolsonaro,  e disse que o chefe do executivo federal tem cabeça dura e oca  e sua permanência na presidência pode agravar a proliferação do coronavírus com o aumento do número de mortes.

Ex-secretário de saúde e de meio ambiente da Prefeitura de São Paulo, o médico sanitarista Eduardo Jorge foi também deputado federal e é referência nacional e internacional da área de saúde, disse que é essencial o isolamento social para evitar o colapso no sistema de saúde. 

 “E daí?Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”.

Essa resposta de Bolsonaro quando perguntado pelos jornalistas  sobre  crescente número de mortes no Brasil foi duramente criticada pelo médico Eduardo Jorge, que afirmou ser  o presidente  insensível ao sofrimento das famílias com a perda dos seus entes queridos e é irresponsável  com a vida das pessoas, que correm risco de morrerem  porque o presidente, que deveria adotar medidas de prevenção,  é o primeiro a descumprir a orientação  da Organização Mundial de Saúde – OMS.

Eduardo Jorge revelou que quando ele foi candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva, em 2018,  aconteceu um debate com os vices, e na oportunidade ele estava ao lado do vice Hamilton Moura e disse para ele que Bolsonaro não tinha condições de assumir a presidência da República “porque não tem equilíbrio emocional” e não soube estabelecer diálogos quando foi deputado federal. O parlamento na opinião de Eduardo Jorge é uma oportunidade de aprendizado para o executivo e Bolsonaro não soube aproveitar por conta do seu jeito arrogante. 

Segundo o dirigente verde, se fosse em um país onde funciona o sistema parlamentarista e Bolsonaro fosse primeiro ministro, cairia no dia seguinte à frase infeliz que pronunciou diante dos jornalistas, por isso o Partido Verde defende o parlamentarismo como sistema de governo, pontuou Eduardo Jorge.

De acordo com Eduardo Jorge diversos juristas já apontaram argumentos consistentes decorrentes de crimes de responsabilidade para que Bolsonaro sofra impeachment e seja afastado da presidência da República.

Domingos Ailton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo